Tatuagem

Se existia algo que sabia que escreveria um dia nesse blog, era sobre tatuagem e por razões adversas, demorei muito para escrever, mas eis que Roger Marx foi o homem imbuído de apresentar-nos uma arte outrora marginalizado.


Perguntei ao tatuado tatuador em questão a sua definição de tatuagem. Qual não foi a minha surpresa quando Roger deu-me a resposta de que era uma coisa sem importância. Basicamente algo que penso em relação a música. Importante é comer, senão você morre. Se não se tatuar, ok. Nada substancialmente vai mudar em sua vida. Filosofias à parte, o artista em questão sente que ainda está longe de seu potencial pleno e livros e livros de arte podem ser vistos em seu atelier. Aprender sempre é preciso.

Aos 20 anos, se mudou para os Estados Unidos, onde foi tatuado pela primeira vez.Retornou a São Paulo e ganhou sua primeira máquina de tatuar de presente. A carreira de designer gráfico e ilustrador era então gradualmente trocada por gravar lembranças e imagens em peles alheias.

Para quem deseja conhecer um pouco mais de sua arte, siga-o em seu site: http://www.rogermarx.net 
Se quiser ter sua pele marcada, sua loja fica no Nimbus Studios e é exclusiva para tatuagens. Embora a prática seja comum, ele não aderiu ao mundo dos piercings (embora também os tenha). Acha o processo mais complicado do ponto de pista de tratar-se de pequenas intervenções cirúrgicas.


A arte frequentemente cria uma vida longe da rotina para os que resolvem tomar tal caminho e assim, o bisneto de Frei Galvão, único santo brasileiro, freqüentemente viaja aos Estados Unidos para se reciclar e assim conheceu Tracii Guns do LA Guns, um dos fundadores da trupe de Axl e Slash. Por indicação do tal, o baixista da banda de Duff McKagan que veio tocar no SWU com seu projeto solo Duff McKagan Loaded, tatuou-se com ele. Saindo do hotel, encontra a banda Down chegando e entre membros da equipe (e do próprio festival), tatuou inclusive o vocalista Phil Anselmo após seu show. Nessa sucessão de acontecimentos que é a vida, você pode ser o próximo a encarar a tinta do rapaz.




A tatoo no punho de Phil é de sua autoria e sinto que posso ser riscado a qualquer momento…




Demetrius Carvalho Written by:

One Comment

  1. valeria
    novembro 29, 2011
    Reply

    Dar "pqs" pra tudo pode deixar as coisas sem sentido!Paradoxo ou não…Eis a (minha)verdade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *