Qual a sua culpa?

MiranteDoMorroDaCampina2.jpg

Sabe aquela culpa por ter comido mais que o necessário nas festas de final de ano? E aquela por não ter levantado na primeira segunda do ano e começado a praticar exercícios físicos? E talvez por não ter se contido em 2017 e já tendo criado confusão na internet por assunto que talvez nem lhe seja tão relevante assim?

Culpas.Todo mundo tem as suas. Uns mais outros menos. umas mais nocivas outras pesadas. Conscientes ou não, e aí existe uma diferença, mas existe aquelas das quais você não quer mudar. Essas talvez te deixem eternamente pressos em 2016.

As culpas e os demônios interiores de cada um de nós agradece essa ilusão de que tudo muda com o começo de um novo ano. Se tenho minha igreja para zerar os meus pecados então…

Pena que parece que tem gente que não se preocupa em gastar sua cota de culpas durante a semana. Xinga alguém no trânsito, fura a fila no mercado, chega 42 minutos atrasados de propósito e põe a culpa no transporte público, mas OK, final de semana eu zero minha cota na igreja. Ta mal… Deixa 2016 pra trás e faça a diferença dentro de você.

Não vou nem dizer nada contra quem deliberadamente armou e conspirou efetivamente contra um grupo ou indivíduo. Se você acredita que as coisas voltam…

Talvez você tenha sentido o sabor da vingança percorrer suas artérias. Talvez. Talvez tenha as envenenada. Talvez. Talvez nem a tua crença, espiritualidade ou consciência te absorva lá na frente.

2017 é apenas um número e absolutamente nada mudará se em nada você mudar a relação com as suas culpas.

O mundo está aí a sua frente, mas para colher resultados diferentes, eu tenho que cobrar de mim mesmo essa mudança.

 

 

Demétrius Carvalho Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *