Greenk cosplay run & parade

Corrida e caminhada Greenk cosplay run & parade promovida pela Yescom. Este evento aconteceu simultaneamente com a Greenk tech show no Ibirapuera. Evento voltado à comunidade Geek, a corrida atraiu um público mais lúdico que o habitual. Evandro Salatiel que sonha em correr a São Silvestre se desafiava pela primeira vez nos 10K.

Eu fiz normalmente minha corrida de 10k sem pretensões para finalmente começar a busca da nossa história dentro da Greenk cosplay run & parade. Após receber a medalha pela participação, tomei o sentido contrário da prova com o objetivo de encontrar o último colocado da prova. A tarefa foi fácil, pois havia duas ambulâncias e um carro de apoio da Yescom acompanhando Rafael Ramos. Perguntei ao motorista da ambulância que me confirmou ser o último corredor e então me aproximando dele, confesso que já me emocionei ao me apresentar à ele que tinha visíveis limitações motoras.

IMG_20170625_083048IMG_20170625_083803456

Rafael vinha de Santos e era a primeira vez que corria a distância de 10K na cidade de São Paulo. Havia corrido essa distância em Santos, mas lá o trajeto foi plano por toda a prova fez questão de lembrar dando enfase da dificuldade dessa prova para ele.

Rafael parecia determinado em completar a prova, mas com visível esforço, disse-lhe que acompanharia ele até o final da prova e teríamos tempo para conversar. Ainda brinquei com ele dizendo que tinha a medalha em minhas mãos caso ele quisesse ver e usar isso como estímulo final para a distância que lhe faltava. Ele sorriu e disse que queria ver a dele. Era difícil conter as lágrimas com sua perseverança. Ok, então saiba que tem torrone te esperando. Ele riu e prosseguiu em sua marcha.

Pouco antes do quilômetro 9, começaram a aparecer alguns amigos dele que correram a prova e voltavam para o acompanhar. Era um grupo de cerca de 20 pessoas que vieram de Santos e fazem parte do grupo “Empresto minhas pernas”. Um grupo de pessoas que emprestam suas pernas para que cadeirantes possam participar da prova e haviam inclusive dois cadeirantes fazendo parte desse grupo que já estavam o acompanhando no final e a energia era contagiante.

Faltando poucos metros para que Rafael cruzasse o pórtico de chegada, eles praticamente se alinharam para cruzar juntos a chegada e ele inclusive a fez emprestando suas pernas nesses metro finais. Apesar de seu esforço, havia espaço em seus pensamentos por pequenas ações como essa e ele se mostrou pronto para falar imediatamente. Disse-lhe para pegar sua merecida medalha, tomar uma água e respirar pois eu estaria ali para saber os detalhes de sua história após o relógio oficial marcar 1 hora, 40 minutos e 44 segundos (faltando conferir a cronometragem oficial do evento).

IMG_20170625_084156990

Quando enfim começamos a conversar, soube que Rafael já havia terminado uma prova de 10k em 47 minutos estando já na elite B de algumas provas, mas em 2012, teve o rumo de sua vida completamente alterado quando saia para trabalhar de bicicleta em sua primeira saída com a bicicleta nova. Uma pessoa o confundiu com o amante de sua mulher e jogou o carro para cima dele. Rafael entre a vida e a morte teve traumatismo craniano e inúmeras fraturas dos ossos da face.

3 meses entre a vida e a morte em estado de coma, mas Rafael venceu essa ultramaratona da vida. Soube ali que Rafael não tinha nenhum problema muscular ou de má formação em suas pernas, mas sim sequelas neurológicas do acidente. Mostrou inclusive uma cirurgia que fez em seu punho direito onde necessitou cortar um tendão que lhe deixava com o punho frequentemente flexionado. A corrida obviamente servia-lhe como terapia para que ele possa recuperar ao máximo os movimentos do corpo.

Ele fez questão de salientar que o “Empresto minhas pernas” que se reúnem no sábado e a “Vinny Sports” que se reúnem terça, quarta e quinta 19h30 na praia do Itararé de São Vicente foram vitais para a sua recuperação.

–  Que futuro projetava para si?

–  Em virtude do acidente, estou aposentado e assim pretendo ajudar pessoas em missão na igreja apostólica Adorando de Sião.

Encontrava-se em seu coração a vontade de ajudar o próximo, pois ele estava bem vivo.

A Greenk cosplay run & parade foi uma prova que serve de porta de entrada para novos corredores. Muitos estavam em sua primeira prova e tínhamos um número considerável de corredores mais novos e adolescentes. Inúmeros cosplays e uma ótima experiência para quem gostaria de iniciar nas corridas de rua, mas foi também a prova de Rafael Ramos mostrando que os últimos serão os primeiros…

Por hora, ele só quer curtir com os amigos…

IMG_20170625_085359

 

Demétrius Carvalho Written by:

One Comment

  1. M.Lais
    junho 26, 2017
    Reply

    Parabéns Rafael, um atleta super esforçado e que superou e continua superando muitos desafios e dificuldades, você merece, você é um vencedor!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *